6.1 C
Lages
(49) 98873-8953
Home Blog Page 3

Tudo Azul de novo em Lages

0

Lages e Serra Catarinense serão diretamente beneficiados a partir dos voos comerciais regulares operados pela Azul no Aeroporto Regional do Planalto Serrano a partir de 8 de setembro  

 

Os voos em aeronaves brasileiras da Embraer E195 – E1/E2, comportando 118 passageiros serão diários e com destino ao Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), principal centro de conexões da Azul Linhas Aéreas no Brasil

 

O desenvolvimento econômico da região da Serra de Santa Catarina está a pouco mais de cinco meses de ser exponencialmente impulsionado. A empresa brasileira, Azul Linhas Aéreas, anunciou, nesta terça-feira (30 de março), o início da operação de voos comerciais regulares domésticos (nacionais) no Aeroporto Regional do Planalto Serrano, sediado em Correia Pinto, programado para acontecer no próximo dia 8 de setembro. O Aeroporto Regional possui a Certificação Operacional Provisória, liberada pela Agência Nacional da Aviação Civil (Anac) no início deste ano, tornando a estrutura completamente apta à operação.

Os voos serão diários e com destino ao Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), principal centro de conexões da Azul no país, em aeronaves brasileiras da Embraer E195 – E1/E2, comportando 118 passageiros. Diariamente haverá o voo em caminho inverso no mesmo dia, antes de chegar em Correia Pinto, o chamado voo de vinda. Em Campinas será possível, aos clientes que desembarcarem em Viracopos, um leque de opções nacionais, com 100 destinos, e para o exterior, partindo de um voo doméstico na Serra.

Correia Pinto substituirá as operações no Aeroporto Federal Antônio Correia Pinto de Macedo, em Lages, e atenderá a região da Associação dos Municípios da Região Serrana (Amures), com mais de 300 mil habitantes, e um raio que abrange outras partes do Estado, em pelo menos 150 quilômetros. O Aeroporto Regional contemplará, ainda, a população desde o Meio-Oeste ao Alto Vale do Itajaí e poderá operar com demanda anual de 200 mil passageiros. A operação de voos é uma reivindicação e uma luta antigas da classe de gestão pública e empresarial da Serra.

Lages, maior município da Serra Catarinense em números populacionais, região da qual é cidade polo, e sendo o maior de Santa Catarina em extensão territorial, teve seu chefe do Poder Executivo, Antonio Ceron, em contato telefônico recebido do Assessor Especial da Presidência da Azul Linhas Aéreas, Ronaldo Veras, nesta terça-feira (30 de março), comunicando-lhe oficialmente a novidade dos voos diários. “Uma notícia esperada por toda a população de Lages e de toda a região, principalmente pelas entidades empresariais. O senhor Ronaldo Veras solicitou que eu fosse o portador desta mensagem aos presidentes da Acil, CDL e Fórum das Entidades. Nos próximos dias, uma equipe de assessoria da empresa estará em Lages e em Correia Pinto para tratar dos preparativos para a inauguração desta ferramenta extremamente salutar para o desenvolvimento de Lages e Serra, com voos diretos a São Paulo”, comemora o prefeito Antonio Ceron.

O secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo de Lages, Álvaro Mondadori (Joinha), também conversou com Ronaldo Veras e observa ser o Aeroporto Regional importante para a Serra em uma dimensão grandiosa no sentido de crescimento e evolução econômicos. “São Paulo é o maior centro financeiro do Brasil. Os voos facilitam o trânsito duplo de empresários e fornecedores de produtos e serviços, agilidade em negócios e incentivo ao turismo. Teremos o grande Congresso da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa) em Lages, em outubro deste ano, envolvendo especialistas de turismo de todo o país, evidenciando ainda mais o nosso município e suas cidades vizinhas. A operação de voos é uma excelente decisão que refletirá em evolução para todas as esferas da sociedade.” Já Ronaldo Veras resume que, “a empresa está em um trabalho avançado para a operação. Estamos contentes por esta ótima parceria”.

No Amazonas e Mato Grosso do Sul

O planejamento da empresa Azul será atender, no segundo semestre, além de Correia Pinto, os municípios de São Gabriel da Cachoeira (AM) e Ponta Porã (MS). Na cidade amazonense será em 3 de agosto, e o pouso inédito em Ponta Porã está agendado para o mesmo dia que em Correia Pinto, 8 de setembro.

Em relação a São Gabriel da Cachoeira, a Azul tem a expectativa de operar três vezes por semana, conectando a cidade do interior amazônico à capital Manaus, em voos cumpridos com as aeronaves brasileiras da Embraer E195. Ponta Porã, sexto destino atendido no Mato Grosso do Sul pela companhia, contará com uma ligação diária para o Aeroporto Internacional de Viracopos, em aeronave a ser definida após a certificação do aeroporto junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Porém, o início das vendas de passagens para os novos voos nas três cidades e a confirmação das datas irão depender da execução e término de obras de melhoria na infraestrutura aeroportuária que sejam necessárias, além da conclusão de negociações de acordos de redução de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para combustíveis de aviação, de forma a incentivar a operação nos Estados.

A Azul Linhas Aéreas é a maior companhia aérea do Brasil em volume de voos diários e destinos atendidos. As três novas e inéditas bases planejadas para agosto e setembro fortalecem a malha viária aérea. Conforme em Aeroin (notícias de aviação), a empresa, através de seu gerente de planejamento de malha, Vitor Silva, acredita que, “investimentos estão em execução pela aposta da companhia no potencial do país, e com a expectativa de uma vacinação em massa contra o novo coronavírus (Covid-19) poderá haver um segundo semestre de 2021 de recuperação para o segmento”.

Trâmites de Certificação

 

A Agência Nacional da Aviação Civil (Anac) concedeu a Certificação Operacional Provisória à Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade Urbana (SIE), operadora pública do Aeroporto Regional do Planalto Serrano, em Correia Pinto, em janeiro deste ano, mais precisamente no dia 19, por intermédio da portaria nº: 4.032/SAI, colocando fim em um aguardo perto de duas décadas para o início da utilização do Aeroporto. A autorização permite operação de aviões com capacidade superior a 200 lugares. A empresa Infracea Controle do Espaço Aéreo, Aeroportos e Capacitação Ltda. administra e opera o Aeroporto Regional do Planalto Serrano, e desempenhou papel fundamental no processo de Certificação do Aeroporto, em um trabalho conjunto à Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade Urbana (SIE).

A Certificação, dentre outros fatores, é ponto de partida para as companhias aéreas que buscam ampliar suas malhas aéreas de destinos e conexões. A partir desta Certificação Operacional, o Aeroporto Regional poderá receber inclusive investimentos para operar com terminal de cargas e receber pousos e decolagens de aeronaves, como o Boing 737.

Esta Certificação Operacional Provisória tem validade de seis meses, mas até julho de 2021 haverá possibilidade de técnicos da Anac estarem no Aeroporto Regional para realizar a inspeção de prorrogação por mais seis meses ou então providenciar a expedição da Certificação Operacional Definitiva, a qual estará sujeita também a inspeções e auditorias continuadas, igualmente como é indispensável à emissão da Provisória.

Anteriormente a uma certificação pela Anac, um Aeroporto é submetido a uma lista de critérios de avaliação em busca da qualificação e atendimento dos requisitos regulatórios de acordo com padrões nacionais e internacionais. Entre os quais, a obrigações e recomendações dos Regulamentos Brasileiros da Aviação Civil (RBAC) – RBAC 154, RBAC 153, RBAC 193, RBAC 164 e RBAC 107, como explica Aeroflap (Notícias da Aviação). Segundo o RBAC 139, a certificação constitui-se no processo de atestado da capacidade do operador de aeródromo para executar os procedimentos constantes no Manual de Operações do Aeródromo (Mops) proposto, e sua organização, visando à garantia da segurança das operações aeroportuárias.

O Mops é um instrumento disposto pela Anac para obrigar os operadores de aeródromo a analisar os riscos envolvidos na sua operação e demonstrar que um Nível Aceitável de Segurança Operacional (Naso) pode ser alcançado. Mops, em inglês, Minimum Operating Performance Standard, tradução para o português, Padrões Mínimos de Desempenho Operacional.

Processo rígido

Quatro fases formam os trâmites de Certificação do Aeroporto Regional. Primeiramente, solicitação formal feita pela administradora do Aeroporto, realizada em 2 de outubro de 2020, seguindo-se para a avaliação da solicitação pelos especialistas da Anac, com análise do Manual de Operações (Mops) e de seus anexos, analisando-se a conformidade de documentos fornecidos e exigências com o padrão convencionado pelo órgão nacional (Anac). Este estágio é o de maior demanda de tempo, entre todos.

Após as tratativas de ajustes e confirmações houve a etapa de inspeção, em que o inspetor da Anac verifica a execução dos pontos planejados e documentados no Manual de Operações do Aeródromo (Mops). Em decorrência da pandemia da Covid-19, a vistoria foi efetuada remotamente em 3 de dezembro de 2020, quando foram apresentadas evidências físicas por fotografias e vídeos. Correspondidos os itens solicitados e constatada a conformidade ao Manual, é dado como “Atendido” e assim elaborado o Parecer Técnico de Conformidade.

Por consequência, o processo é submetido à Superintendência de Infraestrutura (SIA) para aprovação da Certificação. A aprovação ocorreu em 14 de janeiro de 2021. Publicada no Diário Oficial da União (DOU), concluiu-se o ciclo da Certificação.

Texto: Daniele Mendes de Melo

Imagens: Divulgação

 

Sai Carmem entra Norma

0

Tanto se falou nas eleições durante a campanha na tal da “Norma”.

Pois é com a saída da nossa deputada federal Carmem Zanotto para a secretaria de estado da saúde não só Lages mais o Planalto catarinense perde e muito.

No lugar dela assume a vaga a suplente Norma Pereira de Canoinhas, ela disputou a prefeitura de Canoinhas no ano passado mas ficou em segundo lugar nas eleições.

Lamentável Deputada.

Jacaré morre pela boca

0

Na sessão de hoje na câmara de vereadores os nervos ficaram aflorados, tanto que a bancada da oposição partiu pra cima do vereador Jean Pierre (PSD) chamando o de Vereador/ Secretário.

Tudo isso por que o vereador retornou a casa para a votação especial das comissões.

Imediatamente o vereador rebateu a maldade dizendo:

Eu não ligo meu negócio é fazer meu trabalho, Agora quero ver vocês terem coragem de falar deputada/secretária.

Citando o exemplo pelo fato da deputada Carmem Zanotto ter abandonado o mandato para assumir a secretaria de estado da saúde.

Como diz o ditado “jacaré morre pela boca” logo os vereadores de oposição ficaram quietinhos.

Perdemos uma deputada

0

A deputada Carmem Zanotto aceitou o convite da Governadora Daniela para assumir a secretaria estadual da saúde.

Ela deverá suceder o secretário André Motta Ribeiro, no cargo desde a queda de Helton Zeferino.

Houve resistências no inicio, mas Carmen Zanotto entendeu que deveria encarar o cargo como uma missão diante da calamidade que atinge Santa Catarina.

Carmen Zanotto já exerceu o cargo no governo de Secretaria da Saúde no governo Luiz Henrique da Silveira.

É considerada hoje uma das maiores autoridades no parlamento brasileiro nas ações de combate a pandemia do Covid-19.  Tem interlocução direta com os ministros e com as equipes que atuam na frente de mobilização contra a doença.

Enfermeira formada pela Ufsc tem uma longa trajetória nas áreas politica, parlamentar e na área da saúde.

Competência para tal a deputada tem, resta saber por quanto tempo será, por que não podemos esquecer o governador afastado (e que assim fique) poderá voltar a qualquer momento.

Que pena hein shopping

0

Um leitor do blog está indignado por que foi ao shopping pagar uma conta e passou alguns segundos da validação do cartão e adivinha? Teve de pagar R$7,00 de estacionamento em plena segunda-feira.

O que estranha é que o tempo de gratuidade era de 15 minutos e agora está sendo de 10 minutos.

Em plena crise que assola todo o mundo, bem que o shopping poderia incentivar os clientes a ir ao shopping e fomentar os lojistas, estes aliás que estão precisando muito, mais parece que falta um pouco de bom senso.

Por isso que vou na Havan.

Tem vereador dizendo que hoje a cobra vai fumar

0

Presidente da câmara terá que resolver hoje as comissões

Mais um mandado de segurança terá desfechos na sessão de hoje na câmara municipal, o presidente Gerson terá que incluir na pauta de hoje novamente as escolhas das comissões.

Tem vereador dizendo que hoje a cobra vai fumar!

Não perco por nada!

E o Maurício Batalha?

0

Com todas essas definições incertas de quem sai e quem fica, na fumaça da pólvora tem o ex vereador hoje diretor do HTR Maurício Batalha.

Qual será o futuro dele já que a indicação vem de Lucas?

Se sair da direção seria muito ruim pois é alguém experiente e com grande bagagem de conhecimento.

A quem diga que Lucas Neves dança mais uma vez

0

Com o afastamento do Governador Carlos Moisés e com Daniela Reinehr no comando do estado possivelmente terá mais uma dança das cadeiras, e nesta quem pode dançar de novo é Lucas Neves.

Para o lugar de Lucas quem deverá ser nomeado é o suplente de vereador do MDB, Sargento Sobrinho, diga se passagem uma pessoa da prateleira de cima.

Quem pode dançar também e adjunto da Casa Civil, Juliano Chiodelli.

Aguardamos as definições…

Moises é afastado do cargo o qual nunca deveria ter estado

0

O Tribunal Especial de Julgamento aceitou, por 6 votos a 4, a abertura de um processo de impeachment contra o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL). Com a decisão, Moisés é afastado do cargo e substituído temporariamente pela vice-governadora, Daniela Reinehr (sem partido).

Pelo entendimento do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC), o presidente da Corte, desembargador Ricardo José Roesler, poderia decidir o prazo de afastamento entre o previsto em duas leis diferentes.

Roesler optou pelo mais curto, o prazo de 120 dias previsto na Lei 1079, de 1950, a “Lei do Impeachment”. Carlos Moisés deixará o cargo na próxima terça-feira (30), quando for notificado.

Ele responde por crime de responsabilidade pela compra de 200 respiradores no valor R$ 33 milhões, sem licitação. O tribunal especial que analisa o caso é formado por cinco deputados e cinco desembargadores.

Votaram a favor os cinco desembargadores e o deputado estadual Laércio Schuster (PSB). Votaram contra os deputados estaduais Marcos Vieira (PSDB), José Milton Scheffer (PP), Valdir Cobalchini (MDB) e Fabiano da Luz (PT).

Esse é o segundo processo de impeachment aberto contra Carlos Moisés desde o início do mandato.

Em outubro, o governador de Santa Catarina foi afastado pela primeira vez, em processo que apurava possíveis irregularidades na concessão de aumentos salariais a procuradores do Estado sem a autorização da Assembleia Legislativa.

Apesar da abertura do processo, Carlos Moisés retornou ao cargo no mês de novembro, após ter sido absolvido no julgamento do processo. O governador e a vice-governadora Daniela Reinehr são rompidos politicamente.

Adeus ao patrão do GTG Anita Garibaldi, Barbosa

0

Lamentamos o falecimento do Patrão do GTG Anita Garibaldi.

Tio Barbosa como era carinhosamente conhecido faleu no início da noite desta sexta-feira por complicações após um atropelamento.

A todos os familiares os nossos sentimentos.